domingo, outubro 30, 2005

“O crime do Padre Amaro” (2005), Carlos Coelho da Silva



O crime ao cinema português

É triste quando vamos ao cinema ver um filme português, apoiar o que é nosso e saímos de lá com a completa sensação que fomos enganados. É isto que nos acontece após o visionamento deste execrável filme.

Em 2001 o mexicano Carlos Carrera adaptou ao cinema um dos nossos mais interessantes romances de Eça de Queirós. Num filme que levantou inúmeras polémicas com a Igreja Católica, Carrera conseguiu absorver e transpor para o ecrã toda a essência que sentimos ao ler o romance do Eça. As personagens, os ambientes e os gestos.
Infelizmente (e ironicamente) o português Carlos Coelho da Silva não percebeu nada do que Eça escreveu.
Com o intuito de fazer uma versão moderna do romance entre o Padre Amaro (Jorge Corrula) e Amélia (Soraia Chaves), o realizador português subverteu e adulterou a história. E da pior forma possível.

Tudo começa quando o Padre Amaro vai substituir outro pároco numa paróquia de um bairro problemático em Lisboa. Amaro instala-se numa casa habitada por uma jovem sensual e fogosa que, inevitavelmente, o acaba por seduzir e o leva a cometer o dito “pecado” do título.

Com muito hip-hop a servir de banda sonora, pancaria, sexo e clichés em tudo o que é sítio (os cabeleireiros gays, só para dar um exemplo), “O crime do Padre Amaro” é uma inclassificável adaptação do romance de Eça. Porque da história original nada restou: a doce e inocente Amélia é aqui uma mulher sensual e provocante (com uma péssima interpretação da inexpressiva Soraia Chaves), o final emotivo foi alterado para um final ridículo e as personagens secundárias que enriquecem o enredo original foram aqui trocadas por uns secundários sem nexo nenhum que muitas vezes (na maioria) não entendemos o que estão lá a fazer. E além disto tudo estão enfiadas a martelo umas histórias paralelas que em nada fazem crescer a conveniência e valor do filme.

“O crime do Padre Amaro” é um filme que custa a ver tal o seu mísero interesse. Nele não encontro um único ponto positivo a apontar e por isso é inevitável levar com um zero.
Este é já um dos sérios candidatos a pior filme do ano. Amén.

0

45 comentários:

Júlio disse...

O filme é mesmo péssimo, contudo nunca pensei que irias dar o 0!
Não gostei nada. Tavam sempre a passar hip-hop, até me sentia incomodado! lol E há muitos clichés e muitas cenas forçadas. Que mal! O cinema português é uma merda. Só gostei de ver a cidade (muito pouco ou quase nada) Salvou a sessão! ;)
Amt*

H. disse...

eu nem sequer equacionei a hipótese de o ver, confesso. bastou-me o trailer p/ revirar os olhos perante tal idiotice.
li o livro mas ainda n vi o filme mexicano. esse sim quero ver. este... passa :)

Joana C. disse...

lost in space: aconselho-te a veres o filme mexicano se gostaste do livro. é uma óptima adaptação. quanto a este não vale a pena mesmo...

trissomico disse...

olá.
já imaginava que o filme fosse muito mau; o elenco é péssimo, a banda sonora é má. adorei o livro, como adoro todas as obras do eça de queirós e acho uma vergonha um realizador tão mau ter coragem de usar uma obra com tanta qualidade só para "encher os bolsos".
depois de ver o alice, o qual adorei, acho que só vou ver um filme portugues ao cinema quando tiver a certeza que vai valer a pena.
fica bem*

João D. disse...

Xi, a soraia chaves traz-me recordações bonitas, quando saíu a capa dela da maxmen...Tava eu co darkside na papelaria do metro da cidade universitária, quando demos de caras com...porra a foto brutal da capa. Ficámos uns bons 10 minutos a olhar para o espectáculo, até que o fred lá vai comprar a revista. Depois foram duas horas sem tirar os olhos daquela beleza do outro mundo.

Isto ainda andavam vocês no belo do secundário, onde a palavra "universidade" não passava de algo abstracto e longínquo...

E,claro, o filme deve ser uma merda. Mas tá lá a soraia, por isso quando passar na sic a ver se o vejo.

Spaceboy disse...

Pelas imagens que vi parece ser realmente uma bela porcaria...

Charlotte disse...

Eu não queria ir ver, não faço questão de ver e agora com esse 0 tão bonito dificilmente me põem a vê-lo ainda p'ra mais disseram-me que há uma cena que o Nicolau Breyner enfim, a modos que levanta as saias a alguém e " cá vai disto", só de imaginar... Oh God :X que repulsa!

Bons filmes! =P ***

Eurico Guerreiro disse...

O que é triste é julgarem este filme por ter uma banda sonora em Hip-Hop. O filme pode realmente ser mau, mas nao tentem, incorrecta e enganosamente, associar isso ao facto de estar ligado, nem que seja só pela musica, ao hip-hop.

Primeiro conheçam, depois falem.

Joana C. disse...

Eurico: eu não digo que o filme é mau por ter uma banda sonora de Hip-Hop (que confesso que não gosto). é mau porque simplesmente está mal feito, mal representado, mal adaptado,etc. A banda sonora só vem piorar o que por si só já é péssimo.

Anónimo disse...

muito sinceramente, ao ler todos estes comentários pareceu-me que só duas pessoas ou nem isso viram o filme...eu vi o trailler e tb axi uma merda sem tamanho, mas eu antes de escrevr horrores acerca do filme em questão e do proprio cinema portugues vi o filme, e sabem que mais, superou em muito as minhas expectativas...nao houve filme nenhum portugues que ja tivesse visto e podesse dizer, "nada mal", infelizmente é uma realidade o facto do cinema portugues ser de pessima qualidade, os actores também podem nao ser os melhores mas são os que temos, e alguns deveriam ser motivo de orgulhos dos portugueses que se dzem apreciadores de cinema...algo que achei interessante neste filme, foi o facto de conseguir trazer a obra de eça(que admito nunca ter lido, coisa que penso mudar em breve) para a actualidade que todos, melhor ou pior, conhecemos...
concordo que a obra possa ter sido deturpada, mas não digam que o filme é uma bosta so por verem um trailler repleto de imagens de sexo explicito, ou pela banda sonora ser basicamente hip hop...
não mal tratem os actores, o cinema portugues e algo mais, so porque o pais é governado por idiotas, e habitado por eles, ha excpções a regra e este filme é uma delas...vejam, so depois poderão ter a certeza do que dizem...

Anónimo disse...

ah e mais uma coisa...nao ha mal nenhum em ser patriota e axar que o nosso pais é melhor que os outros, afinalse nós nao o defendermos que vai defender...nao é so o futebol que existe neste pais, ha algo mais que muita gente n percebeu...

Joana C. disse...

anónimo (não custava nada identificares-te, mas são opções): como é óbvio eu vi o filme senão nem teria escrito uma crítica sobre ele.
não vou defender o cinema português neste caso uma vez que não acho que este filme deva ter qualquer defesa. se queres ver bom cinema português (sim, ele existe) vai ver o "Alice" que ainda deve estar em algumas salas.
se a actualidade onde nós vivemos hoje em dia são padres a envangelizarem bairros podres, gajas boas a fazerem-se aos padres, gays histéricos, malandros que só fazem aldrabices, padres sinistros e odiosos, hip-hop em cada esquina...então não é o mundo que eu vejo à minha volta. uma coisa é querer modernizar uma história, não vejo mal nenhum nisso (um bom exemplo é a adaptação mexicana do filme), outra coisa é alterar por completo as suas premissas. quem leu o livro sabe do que estou a falar...

Anónimo disse...

concordo cm o anomimo k é realmente uma pena as pessoas julgarem alg k desconhecem alem dixo gostos n se discutem.não foi um filme k m interessaxe a primeira ms desde ja digo k foi um ds melhores filmes k vi ate hj em portugues.knt a banda sonora axo k se esta encaixada no filme dado o meio em k se encere ou tavam a espera d ouvir o k?musica classica??!!è knt ao k dixeram k o realizaor fex um pessimo trabalho e n percebeu nd do filme eu pergunto kal é parte k n se percebe de "adaptação livre do romance de eça de queiroz" k aparece logo no inicio do filme!obrigada

Joana C. disse...

anónimo 2 (gostava de ver nomes, não gosto de falar para o boneco): eu não julguei nada que não conheço. eu vi o filme está bem?
se para ti foi dos melhores filmes portugueses que já viste ainda bem, não perdeste tempo como eu.
não, não queria música clássica. mas entre música clássica e hip-hop banal vai um grande passo...
Percebi sim que o filme era uma adaptação livre da obra de Eça. Tal como o filme mexicano o era, volto a repetir. basta vermos os dois para descobrirmos o que é bom e mau cinema.

miguel disse...

ve-se bem k aki o pessoal so gosta de fantasia e fica demasiado chocado com a realidade da nossa sociedade guardem a vossa ignorançia para voçes... grande filme e parabens pela banda sonora.. o hip hop vai tomar conta dos tops

miguel disse...

quando houver condiçoes, acçoes, vamos inventar novas profissoes tipo mc, b-boy, writer, dj e fazer do hip hop o braço forte da lei...

faty disse...

para todos que dizem que não vao ver, nem sabem o que perdem é um filme emucionante que cativa e não digo isto pelas cenas de amor pois estas fazem parte da natureza humana mas sim pala cultura e um filme baseado num livro de eça, com um enredo de luxo onde estao a vista os problemas da nossa sociedade crítiquem o que quiserem so nao se esqueção de ir ver. afinal é um filme da nossa cultura da nossa naçao é um filme portugues o melhor dos ultimos tempos. e tenhop dito!

faty disse...

para o julio ao nao gostares de hip hop nao tas a gostar da juventude portuguesa e ao ñ gostares do filme tas a ser filho da ... pois ele reflete a cultura portuguesa a cultura nao e uma merda pessoas como tu e que a rebaixam o k é nosso é lindo pouco ou muito é nacional e é sempre com grande esforço que se faz e nao e meia duzia de garotos k vai rebaixar um filme espetaciular. pode ser ate um pouco erotico mas é a natureza humana, e o filme e um filme real nao imaginario e absurdo como fazem os americanos se la tivesem umas naves espaciais talvez gostases.para o Carlos Silva os meus parabéns o filme é lindo.

faty disse...

miguel tou ctg o hip hop é lindo pk ao contrario da ranxada esta musica traduz os nosso problems e a nossa sociedade ou o k resta dela

Anónimo disse...

Eu Trabalho num CINEMA,e para mim a Merda de filme de que falam foi o mais visto desde que o cinema foi inaugurado,e ja la passaram inumeros filmes, eu não aguentei esperar e fui vê-lo a Lisboa, e simplesmente adorei, n pelas cenas de sexo(que tanto se comenta) mas pela história, e por mostrar como é feita a nossa sociedade, eu acho que a banda sonora está adequada ao filme, a letra cantada pelo sam the kid se ouvirem bem conta bem o que viram na tela, e o hip hop é cada vez mais ouvido pelo menos dizem aquilo que sentem e aquilo que veêm na nossa sociedade.

Anónimo disse...

epa umas das coisas que este filme tem é a banda sonora k gracas a deus e hip hop, e ta espetacular,e vi ums comentarios a diser k atte "ficam encomodados"
epa vao mas e po caralho
e comecam a sentir a musica e expecialmente a letra..hum..ta bem
minhas merdas..primeiro oucam..ou nao criticam logo assim..mother fukerssssssss
filhos dumas gandas putas

Anónimo disse...

continuacao.. e o filme..epa dou lhe um 3 pork aki na tuga se formos ver bem todos os filmes a tuga e uma merda
por isso so temos de dar apoio..e mais nada
ass:eka

Anónimo disse...

Antes de criticares o cinema português, aprende a escrever nesta mesma lingua, ou pelo menos informa-te. Queres criticar o que é bom, tudo bem, gostos são gostos, mas quando te referires ao autor da obra original, ao autor do único "O Crime do Padre Amaro", não o trates por tu, e muito menos por "Queirós", até porque nem é o nome do senhor.

Joana C. disse...

Anónimo: sei muito bem escrever na minha língua e se não gostas de maneira como escrevo então não te dês ao trabalho de visitar o meu blog. Cumprimentos

Tiago Ribeiro aka Phenumenal disse...

Hip Hop sao dicas..incomoda-vos mt ver a verdade nua e crua...e o hip hop nao é grande por ir dominar os tops cmo vi para aí..o hip hop é grande pk educa e (excluind os wacks) fla da realidade tal cmo ela é! STK,Valete,Chullage,Sp,Regula...até k enfim começam a ver o vosso valor!! Kuanto ao filme..ta mto bom e,a par do Zona J, é o melhor filme de sempre da Tuga!!

Anónimo disse...

é memu ixu o hip hop tuga é a vdd tal komu ela é sem treta axu k u filme mostra a realidade e so kem tem olhos pa ver é k percebe deixem-xe de komentarios estupidos e de criticasa desnecexarias é a pala de merdah komu voçex k o movimento não anda pa frente e kontinua Underground !!!!! voçes preferem o produto da USA ate metem noju voçes !!!!!

Joana C. disse...

Estes últimos comentários são tão estúpidos que quase nem vale a pena comentar...Quero ver se quando cresceram mais um pouco vão continuar a gostar deste tipo de hip-hop. Dizem mal dos E.U.A mas o hip-hop que vocês tanto admiram o que é senão uma cópia rasca do americano? Abram mas é os horizontes que há muita coisa para além disso...e se este "Crime do Padre Amaro" é o vosso filme preferido tenho mesmo muita pena porque só significa que não vão ao cinema ver filmes verdadeiros.

M.Fernandes disse...

Não podia passar aqui sem comentar...
Deixem-se de insultos gratuitos!
Se não curtem hip-hop tuga, tudo bem! Agora não falem dele para o ridicularizar... "Não percebes o hip-hop!"
O hip-hop genuíno resiste no corpo e na alma daqueles que o sentem como uma verdadeira filosofia de vida e não uma moda "made in USA".
É msm assim, até à proxima...

Dário disse...

Vim dar a este blog por acaso, mas devo dizer que como português que sou e adepto de filmes e hip-hop tenho que deixar a minha opinião. O filme em questão não tem argumentos para se conciderar um bom filme, não só como foi passado do livro para a tela ( claro que a ideia do realizador não era copiar o que estava no livro mas tambem se afastou muito), como a actuação dos actores (que devo dizer que muitos deles estiveram bem para o que tinham nos guiões), a banda sonora essa devia ter cido mais alietoria (não sou contra o hip-hop mas acho que á alturas para tudo e no filme deviam ter posto alem de hip-hop tambem outros generos mesmo de bandas portuguesas), no fim devo dizer que devemos apoiar o que é nosso mas este filme não é o melhor exemplo disso, devo dizer que há muitos filmes portugueses e acho que com melhor qualidade.
devo acressentar que a autora deste blog fez um bom trabalho e que quem se deu ao trabalho de vir cá só para insultar devia fazer algo melhor.
parabens Joana C

Joana C. disse...

Dário: muito obrigada pelo comentário construtivo que foste capaz de dar, ao contrário de quase todos os outros comentários sem fundamento. Foste dos poucos que percebeu que o que eu critico neste filme é ser uma péssima obra cinematográfica (que felizmente não representa todo o cinema do nosso país). é verdade que não gosto de hip-hop mas nunca referi que o filme é uma nulidade por causa disso. :)

maradona disse...

e triste, ke falem ke o hip hop ate custa, meus amigos vcs por acaso conhecem mind da gap? dealemma? falam da vida como ela e n kerem saber o ke voces dizem se e copia do americano o ke n e.. pk o americano de ke e ke fala? putas mamas, putas e mais mamas! (sorry pela linguagem) o nosso nao o nosso fala da vida como ela é.. vcs se calhar preferiam uma agata ou um marco paulo ou ate um joze cid a fazer a banda sonora pra um filme deste!

o filme e bom, gostei mt de o ver, e voces tao sp a dizer ke se tem de apoiar o cinema portugues mas sp a criticar e a deitar abaixo o ke se faz ca.. cm disse uma pessoa se o filme fosse americano e tivesse umas naves espaciais ou um extreminador ke vem do futuro ou kk coisa irrealista sem nexo nenhum vcs aplaudiam e diziam que era um grande filme... lost in space n te fies nos trailers pk eu vi um trailer do red eye e fui ve lo ao cinema pk pensava ke era fixe, a verdade e ke faltou mt pouco pra adormecer!
kem souber as musicas do filme pls ke as diga aki pk eu so tenho uma ke e com o sam the kid e o pacman mas kria akela ke da no fim do filme mas n sei o nome da musica

Joana C. disse...

Maradona: vai ler as críticas que fiz a filmes portugueses ("Alice" e "Lisboetas", por exemplo) e vais ver como gosto do nosso cinema. O problema é que só gosto do BOM cinema.

maradona disse...

e estranho qd ouco falar ke o crime do padre amaro n e um bom filme. pk eu vi gostei, se calhar deves preferir akele filme portugues ke n era tudo a preto n tinha image, esse se calhar foi grande filme.. ou entao pra vcs o crime do padre amaro tinha sido bom qd na ultima parte a soraia chaves mandou se da ponte e tive sido apanhada por um ovni ou kk coisa do genero..

o crime do padre amaro e mt bom, a banda sonora do melhor ke ha, o elenco tb teve mt bem no filme

Joana C. disse...

Maradona: nenhum dos filmes que referi no meu comentário anterior são esse que tu dizes (que se chama "Branca de Neve" e que não vi, logo não posso gostar ou deixar de gostar dele).
E como deves perceber pelo estilo do meu blog (se é que te dignaste a dar uma vista de olhos nele e não a vir apenas aqui comentar só para chatear como quase todos têm feito) não sou grande apreciadora de filmes com ets e outras palhaçadas que tais.

maradona disse...

joana (tens um nome altamente lol) e assim eu apenas tou aki a comentar pk discordo do ke vcs disseram aki..

o crime do padre amaro e um bom filme, com uma banda sonora inda melhor, se o povo portugues n ker ver cm e ke e a nossa sociedade nos bairros sociais n tem ke criticar o filme a dizer ai e tal distancia se mt do livro e mais n sei o ke.. a musica hip hop e a musica ke melhor fala da sociedade so n ve isto kem n ker ver

*babycle* disse...

se pelos menos alguns equacionassem a hipotese de irem ver o filme (cmo diz o mister"lost in space") se calhar conseguiam fazer criticas mais construtivas e com muito mais nexo..porque incomodam-se tanto com a forma interpretada? é uma adaptação livre.. e o nome ja diz tudo.. pode ser interpretada como o realizador bem entender, se acharam uma merda ou não.. epa cada um tem a sua opinião.. mas não venham criticar o filme por demonstrar o que se passa na sociedade actual..e aposto que muitos de vocês andam para aqui a criticar mas nunca sequer entraram num gueto..o que se passa no filme é a vida expressa nos dias de hoje em dia..e se não querem encarar a realidade do nosso mundo paciência, mas não venham criticar os outros por terem coragem de faze-la e mostra-la aos outros,outra coisa muitos andam a criticar os actores certo?? mas duvido que metade daqueles que criticam conseguissem fazer melhor!!! o desempenho por parte de todos os actores foi bom..a banda sonora é má porque? porque é portuguesa ou porque é hip-hop.. pelo que parece é por ser as duas, pois falam cada merda sem lógica... a banda sonora esta devidamente adequada ao filme, o filme se passa em um bairro com problemas socias graves.. e o hip-hop retrata esses problemas expressando através de palavras uma mensagem a muitos jovens.. deviam de ter orgulho nos rappers portugueses.. Chullage, Valete,Ps,Pacman e etc.. como ja foram citados aqui são alguns dos melhores do País.. e é assim..antes de criticarem os outros apontem 10 defeitos vossos!!!!!

Luna disse...

Ola peço desculpa de me vir aki meter no meio d uma discuçao
mas... o rime do padre amaro so tem o mesmo nome que o romance... sim tem clixes estupidos.. sem duvida que tem... mas eu pergunto ja te dignaste a passar algumas horas num bairro social... talves nao alguns bairros sociais de portugal sao assim mesmo rusgas policia pancadaria.... e a propia sociedade descrimina as pessoas que la vivem....
em segundo a banda sonora esta enquadrada com o filme pois em bairros sociais nao e nada comum veres alguem a aouvir Dimmu, Lacuna coil ou metalica ou ate mesmo musica classica... nao é comum...
Se o filme pretende ser uma adaptaçao da realidade é normal ser hip hop....
e hip hop nao e d todo a banda sonora d um crime mas sim o reflexo de muitas coisas que se passam nos bairros sociais...

Desculpa la este testamento todo ;)

Iris// Im-Not-Angel

www.fotolog.net/_im_not_angel_

Andreia disse...

bem pelo k tou a perceber aki nem meia duzia de pessoas viram o filme ja tao pa ki a falar mal....o filme n e a melhor coisa do mundo mas o melhor e mais popular filme portugues ....para mim é injusto o k estao a dixer aki. pessoas k nem se deram ao trabalho de ver o filme....otimo elenco....otima banda sonora.....mostrando a realidade de viver em lisboa num bairro social......

Paulo disse...

Achei interessante ler os comentarios ao
filme aqui discutido. Independentemente
da maior ou menor inteligencia de alguns
deles, nota-se aqui que os apreciadores
da musica e cultura "hip-hop" tendem a sentir-se atacados e a defender o filme
por ele retratar algo que consideram real
e de uma forma que lhes parece satisfatoria.
Gostos sao gostos. O que e' verdade 'e que
eu ate' gosto de algum hip-hop mas acho o fimle mau, mesmo muito mau. Tanto como adaptaca de uma historia (pessima, horrivel, como a Joana diz o realizador parece nao ter percebido nada do livro), como recriacao original inspirada numa obra literaria. Gostava que os apreciadores do hip-hop, preocupados com as questoes sociais, os bairros pobres e outros problemas das pessoas desfavorecidas percebessem que esta porcaria de filme nao e' mais que uma maquina de fazer dinheiro 'a custa de umas quantas receitas e cliches que o nosso povo tao alegremente engole...
Tambem achei muita grac,a ouvir dizer
"o melhor e mais popular filme portugue^s", ate' parece que a primeira e' consequencia da segunda. Sera' que a
Coca-cola e' a melhor bebida do mundo ?...
Facam um favor a vos proprios e tentem ver mais cinema. Bom cinema, como a Joana ve^, e a quem agradeco esta blog, como cinefil que sou.

Paulo

*babycle* disse...

Paulo.. os apreciadores de hip hop não estão a defender o filme apenas pela banda sonora mas por que concordamos que realmente retrata a realidade do "guetto"..e ja agora qual a parte de adaptação livre que não percebes? estavas a espera que fizessem um filme para retratar a actualidade retratado nas situações de 1876??? ja muita coisa mudou daqueles tempos até hoje!!! não deviam estar a espera que tocasse uma banda sonora classica com bandidos de terno e gravata, sendo que a realidade nesses bairros é o lema "não matas morres" blusas largas e boxers a mostra com o hip hop na mente...de certeza que se Eça de Queiroz vivesse actualmente o livro não seria feito tal como foi,por isso não sei qual é a surpresa do filme ser como é.. agora se dizem que não gostam ou que acham que foi mal representado é com vocês.. gostos são gostos..mas não venham dizer que a adaptação deveria ter sido feita com base do que se passava em 1876 por que não era esse o objectivo..o livro conta uma historia que foi adaptada para realidade da qual atraves dessa demonstra-se o que se passa realmente nos bairros portugueses de classe baixa..yah yah damoooo a coca cola é a melhor bebida do mundo hehehe.. e prefiro ficar com o meu sentido crítico do que com o da joanaa.. pq pelo menos com o meu não morro de tédio..

Joana C. disse...

babycle: agradeço a tua preocupação mas felizmente a minha vida é tudo menos entediante.a tua já não sei uma vez que tens tempo e pachorra para vires a blogs e fazeres comentários sem fundamentos e sem aceitar outras opiniões.

Joana disse...

fixe pa ti joana, plos vistos tbm tens tempo para vir a blogs, e tbm nao deixas q existam outras opinioes para alem da tua babe. SEXO E MAMAS e o q retrata o filme...excitou me. mas nao e um bom filme claro.

Anónimo disse...

Enjoyed a lot! didrex purchase on line http://www.cellular-phones-2.info/runningoutofpain.html Dorima caravan awning Infiniti belt buckle 1990 honda cr 500r career change scholarship running training Casino baccarat strategy Show me bikini yakima jogging stroller conversion kit lockout for circuit breakers Subaru dealerships in nort carolina car cover 15 cartridge hp printer Chest fat loss manga blowjob video

Anónimo disse...

sinceramente..axo k tds nos tems direito a dizer o k bem pensams do filme.. mas pelos vistos nao tens nenhuns gostos.. pk este filme é simplesmente : FIXE .. e o hip hop da lh um toke inda mais especial!! cd um é cmo cd qual.. tu é k sabs os gosts k tens.. ms o filme é altamente.. de certeza k nao te enganasts?? loool va ptt

Marlene disse...

Depois de ler o livro que acabei anteontem tive curiosidade em espreitar o filme (já sei que adaptações de livros me desiludem sempre mas pronto) e acabei de o ver há meia hora e estou traumatizada -_-

Odiei o filme, péssimo, péssimo, péssimo.Apenas vi 2 cenas do livro iguais à do filme.De resto tudo alterado. Os personagens omg, a Amélia nada tem a ver com a Amélia, o João Eduardo de vilão *maxy facepalm*, o Libaninho um cabeleireiro gay *maxy facepalm*,o final deprimente e nada a ver com o livro, etc etc. Nada do abade Ferrão e de muitos outros personagens secundários. Gostei da interpretação do Nicolau como Cónego Dias, acho que foi o que mais se aproximou à do livro. De resto enfim. Meu pobre Eça. Deviam ter mais respeito por um clássico da literatura.


Não tenho muito mais a dizer porque não sou grande espiga a criticar e avaliar filmes mas como adaptação sei ver que aquilo está péssimo. De resto concordo com o teu comentário.