terça-feira, julho 11, 2006

“Me and you and everyone we know” (2006), Miranda July



If you really love me, let's make a vow - right here, together... right now.

Miranda July, artista plástica e performer, estreia-se nas lides cinematográficas com “Me and you and everyone we know”, uma primeira obra verdadeiramente surpreendente pela subtileza e doçura com que é filmada.

Richard (John Hawkes), pai de dois filhos, é um divorciado que procura que aconteçam coisas extraordinárias na sua vida.
Christine (Miranda July) é uma taxista de idosos que nos tempos livres se dedica a criar projectos artísticos nos quais mistura a sua própria vida com a arte que produz.
Um dia Christine leva um cliente até à sapataria onde Richard trabalha e entre os dois surge logo uma empatia, apesar de Richard tentar evitar um pouco as investidas de Christine.

Com um subúrbio de uma qualquer cidade americana como cenário, “Me and you and everyone we know” tinha tudo para ser uma obra banal mas felizmente Miranda July conseguiu inverter por completo essa situação.
July filma os devaneios artísticos da sua personagem (claramente inspirada nela própria), a fragilidade emocional de Richard, as descobertas sexuais do filho mais velho e das colegas de escola, a ingenuidade comovente do filho mais novo quando se envolve num romance via internet e os sonhos da jovem vizinha que vai coleccionando peças para o seu enxoval, com uma delicadeza e sentido estético por vezes tocante.

“Me and you and everyone we know” é um filme para se ver com o espírito aberto e pronto para receber uma amálgama de sensações. Há beleza nas imagens, na música que acompanha o filme e nas próprias situações que se vão desenvolvendo.
Por vezes insólito, este filme não deve passar despercebido aos amantes do bom cinema independente.

* * * *

4 comentários:

Mário Lopes disse...

Hum...mais um a ver brevemente :). Boa análise!

Bjs

H. disse...

um filme indie perfeito, ou quase!
miranda july é extraordinária e a simplicidade arrojada desta sua obra torna-a irresistível.
tinha-o visto no Indie Lx mas ñ dispensei novo visionamento no cinema.
mto bom!

Princesa Sisi disse...

aaaaaaaahhhh, este filme é bestial, adorei ^^

TATO disse...

Parabens pelo blog.
Pena que em lisboa só esteja numa sala. Ainda não fui ver mas é dos filmes que quero ver o que está em primeiro lugar. Uma voz amiga disse que está ao nivel do "sideways".