terça-feira, dezembro 13, 2005

“Rize” (2005), David LaChapelle



Dance and sing, get up and do your thing.

David LaChapelle é um fotógrafo bastante conhecido por fotografar gente famosa em cenários completamente surrealistas e repletos de cores berrantes.
Mas desta vez aventurou-se pelo mundo cinematográfico ao realizar um documentário sobre duas novas expressões de dança: o “Clowning” e o “Krumping”.

A acção decorre nos bairros pobres dos subúrbios de Los Angeles onde os jovens negros dançam como forma de exteriorizar as suas frustrações.
Porque aí só há duas opções: ou tornam-se membros de gangs ou membros destes grupos de dança.
Ao criarem estas duas novas vertentes rítmicas (que vão buscar muitas influências ao breakdance), estes jovens tentam fazer das suas existências revoltadas um melhor lugar para viver, rejeitando a violência e decadência que assolam nos seus bairros.

David LaChapelle tem uma eficaz estreia neste documentário que mostra de uma maneira muito humana a vivência destes dois grupos.
Apesar de como fotógrafo as suas imagens terem ainda mais força, “Rize” é um espectáculo visual bem ao estilo de LaChapelle.
As cores garridas imperam e são talvez o maior trunfo do realizador.

* * *

7 comentários:

gonn1000 disse...

Concordo, é um bom documentário, embora esperasse mais a nível visual.

Júlio disse...

"Estas imagens não foram de modo algum acelaradas por qualquer efeito especial" assim começa o filme que nos documenta a vida destes miudos. Mas que velocidade!

É um bom documentário com uma fotografia excelente, sobretudo a última parte, em que vemos lachapelle no seu expoente máximo. (até vimos uma bailarina da Madonna ehe.)

Joana C. disse...

Júlio: achei muita piada a esse aviso no início do filme. a velocidade a que eles dançam é espantosa!
e a última parte é, sem dúvida, a melhor :)

membio disse...

é um bom doc. que nos mostra uma sociedade americana bem diferente da que estamos habituados a ver...

Spaceboy disse...

Espero poder ver esse documentário nos próximos tempos...

Joana C. disse...

O documentário vale sobretudo pelo segmento final.

Anónimo disse...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it forgery insurance rates