sexta-feira, setembro 23, 2005

“Cinderella Man” (2005), Ron Howard



I have to believe… that when things are bad… I can change them.

Esta é a história de Jim Braddock (Russell Crowe), pugilista norte-americano que viveu durante os anos conturbados da Grande Depressão.
Depois de perder inúmeros combates, Jim é forçado a abandonar os ringues e aceita outros trabalhos para poder sustentar a sua família.
No entanto, Jim tem uma oportunidade de voltar a combater e mostra a todos que é um verdadeiro vencedor.

Jim Braddock personifica o sonho americano ao conseguir conquistar o que queria por amor à sua família. Por essa razão é visto como um herói nos anos 30 e toda a gente o vê como um exemplo a seguir.

“Cinderalla Man” tem uma história bem conhecida e já muitas vezes retratada em outros filmes: o triunfo de uma personalidade mesmo quando tudo nos fazia crer que nada iriam atingir. Mas mesmo assim é impossível ficarmos indiferentes à história de Jim Braddock e à sua comovente dedicação à família (talvez exagerada por se tratar de um filme de Hollywood…) e à perseverança de lutar pelo seu sonho.

Russel Crowe tem uma interpretação irrepreensível e Paul Giamatti (que nunca imaginei ver como manager de boxe) não lhe fica nada atrás.

* * *

3 comentários:

H. disse...

Apesar de ser inegavelmente demasiado hollywoodesco, é cm disseste "impossível ficarmos indiferentes à história de Jim Braddock e à sua comovente dedicação à família"...
É um bom filme e uma bela história :)

Julio disse...

Concordo, tres, e n gosto de boxe ;)
*amt

gonn1000 disse...

Competente, mas pouco imaginativo...2/5