terça-feira, março 06, 2007

“Notes on a Scandal” (2007), Richard Eyre



We are bound by the secrets we share.

A vida de Barbara Covett (Judi Dench), uma professora que escreve todos os pormenores da sua vida num diário, muda radicalmente quando Sheba Hart (Cate Blanchett) começa a dar aulas na escola onde ela lecciona. Solitária, autoritária e profundamente obsessiva, Barbara encontra na figura de Sheba um alvo frágil que é capaz de lhe revelar os mais profundos segredos da sua alma. Barbara percebe que tem Sheba na sua mão quando descobre que esta mantém uma relação amorosa com um aluno.

“Notes on a Scandal” centra-se fundamentalmente na relação entre estas duas mulheres: Sheba vê apenas a sua relação com a colega de trabalho como amizade e faz-lhe confidências por ver, talvez, uma figura materna em Barbara; por outro lado, Barbara quer muito mais do que aquilo que Sheba tem para lhe oferecer.

Barbara pretende tomar controlo completo da vida de Sheba e vê uma excelente oportunidade de o fazer quando descobre o segredo da relação entre a professora e aluno. Percebemos desde logo que o que Barbara pretende não é denunciar Sheba; o que ela deseja é ter algo que possa usar como arma se Sheba descobrir os seus impulsos doentios.
As interpretações de Cate Blanchett e, principalmente, da veterana Judi Dench (ambas nomeadas para os Óscares deste ano, na categoria de Actriz Secundária e de Actriz Principal, respectivamente) são essenciais para o resultado final do filme. O clima controlador e psicologicamente pesado que Dench cria é absolutamente impressionante, dando ao filme uma aura densa e perturbadora.
* * * *

1 comentário:

Roberto Queiroz disse...

Impressionante realmente. A dupla de protagonistas é soberba. Aliás, esse ano parece que será o ano de Cate Blanchett (Babel, Notas de um Escãndalo, The Good German). Um dos melhores filmes desse ano até agora.

(http://claque-te.blogspot.com): A Conquista da Honra, de Clint Eastwood.