sábado, fevereiro 25, 2006

“Walk the line” (2006), James Mangold



The man in black

Numa altura em que as biopics estão definitivamente na moda (“Ray” e “Last Days”, do ano passado, são um bom exemplo disso enquanto já se prepara um filme sobre a vida de Ian Curtis, o mítico vocalista dos Joy Division), é a vez de Johnny Cash ter honras cinematográficas.

“Walk the line” foca 30 anos da vida de Johnny Cash (Joaquin Phoenix), desde a sua infância marcada pela morte do irmão e pela rejeição contínua do pai, à sua ascensão musical. Pelo meio há espaço para a sua bonita história de amor com a também cantora June Carter (Reese Witherspoon) e para os excessos decadentes e comuns de uma estrela rock.

Os grandes trunfos desta biopic são as fantásticas e carismáticas interpretações de Joaquin Phoenix e Reese Witherspoon (ambos nomeados para os Óscares de melhor actor e actriz). Desengane-se quem pensar que os dois fazem playback pois um dos cuidados do realizador foi fazer um filme credível e, para isso, era necessário serem os próprios actores a interpretar as músicas.

“Walk the line” é um filme agradável e interessante pois dá-nos a conhecer um pouco mais da vida deste homem que aliou a música country ao rock&roll.

* * *

4 comentários:

H. disse...

bom biopic servido de desempenhos consistentes e com o mérito de homenagear decentemente essa grande figura q foi Johnny Cash. a ver!

Princesa Sisi disse...

ainda nao vi o filme mas vim dizer que agora tens 2 janelas abertas :P

Júlio disse...

Muito bom, gostei mais ao início. Mt bom desempenhos do phoenix, ah grande cantor!

S0LO disse...

Só 3 estrelitas :|? Para mim, merece 4 :). Ainda assim, boa análise :)!

Cumprimentos