sexta-feira, dezembro 01, 2006

“Viúva rica solteira não fica” (2006), José Fonseca e Costa



Viúva antes do tempo

O novo filme de José Fonseca e Costa reporta-nos para século XIX, século onde decorre a história de Dona Ana Catarina (Bianca Byington), uma jovem aristocrata herdeira de vastos terrenos vinícolas. Depois de um primeiro casamento que resultou numa viuvez precoce, D.Ana Catarina volta a casar com cada um dos seus pretendentes. Deixando de lado o seu verdadeiro amor, a viúva rica acaba por assistir à morte estranha de todos os seus maridos.

“Viúva rica solteira não fica” é uma comédia negra onde a morte está sempre à espreita, aguardando o momento de entrar em cena.
O ambiente recriado para o filme é claramente queirosiano, desde o padre cheio de defeitos, aos ambientes luxuosos e falsos da alta sociedade portuguesa, passando pelas lutas e arrufos entre os pretendentes de D.Ana Catarina.

Sendo uma divertida comédia de costumes que tão bem nos alude para os ambientes de finais do século XIX, este filme ganha sobretudo pelo magnífico conjunto de personagens e actores onde encontramos um caricatural Capitão Malaparte, interpretado por Rogério Samora, e uma prestável e enigmática ama interpretada por Cucha Carvalheiro.

* * *

2 comentários:

Júlio Viana disse...

Muito queirosiano este filme! Gostei muito do ambiente envolvente que aqueles casarios do norte transmitem. Especialmente pela maneira como foi filmado. Gostei bastante!

Joana C. disse...

Júlio: também gostei dos cenários, é sempe bom ver filmes que não são feitos dentro de um estúdio ;)