quarta-feira, setembro 21, 2005

“The Bravery” (2005), The Bravery



Os bravos revivalistas

Formado em 2003, este quinteto nova-iorquino só em 2005 é que editou o seu primeiro álbum, “The Bravery”.
Seguindo as tendências da moda, a banda foi buscar inspiração ao punk e rock dos anos 70 e 80.
Comparados inúmeras vezes aos The Killers, os The Bravery têm um som mais “sujo” e menos arranjadinho que, tal como se fazia há vinte anos atrás, utiliza imensos sintetizadores. Podemos também ver inúmeras parecenças com o som de garagem dos The Strokes.

O revivalismo das músicas faz-se sentir não só ao nível da sonoridade mas também na própria maneira de Sam Endicott (vocalista e produtor da banda) cantar, que vai inúmeras vezes buscar o timbre e a expressividade de Robert Smith (especialmente em “Tyrant” e “Unconditional”).

As onze músicas que compõem “The Bravery” não passam nunca de medianas, à excepção do single “An honest mistake”, “Tyrant” e “Public Service Announcement” que são sem dúvida boas.
Uma estreia sem grande força apesar das músicas serem, na generalidade, enérgicas e frenéticas. Mas vale a pena dar uma espreitadela ao álbum deste quinteto, nem que seja só uma vez.

5/10

8 comentários:

meghantaft9394 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
gonn1000 disse...

Ainda não ouvi bem, mas acho que merece uma classificação um pouco mais elevada...

Spaceboy disse...

Eu ainda só ouvi algumas músicas e achei uma grande seca, aquela voz é colada ao do vocalista dos Strokes e aqueles solos de guitarra são mesmo parolos, na minha opinião. Vi o concerto deles em Paredes de Coura pela SIC Radical e foi uma valente seca...

André Batista disse...

Não ouvi o CD, mas vou-me informar, ou melhor, vou ouvir algumas canções na net. lol

see ya

João D. disse...

Se,como o spaceboy diz, a voz é colada ao vocalista dos strokes,então deve ser um belo cócó :P

Joana C. disse...

também esperava que fossem melhores mas mesmo assim há umas músicas (não muitas é verdade)que até são jeitosas,lol.

Julio disse...

oh joaninha, so 5? lol
eh verdade q n eh mt diferente do q os outros fazem (the killers, interpol, etc) mas eh smp giro d`ouvir, dao quase todas pra bater o pe, lol. Como alguem disse, n vao ficar pra historia, mas smp da pra fazer um Verao lol
ate ja, beijitos***amt

Joana C. disse...

então,se fizessem historia é que era de louvar,lol. o cd em geral é mediano e apesar de ser do mesmo género, os Interpol ou os The Killers são bem melhores.
***eu tb