domingo, março 25, 2007

“Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus” (2007), Steven Shainberg



O mundo pelos olhos de Diane Arbus

Tal como o próprio título do filme indica, “Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus” não é uma biografia convencional e factual sobre uma figura real. É antes uma biografia imaginada da fotógrafa norte-americana Diane Arbus, ou seja, uma espécie de olhar por dentro da sua mente. O filme não pretende sintetizar os aspectos mais relevantes da vida da fotógrafa mas sim mostrar a sua transformação interior e o despertar do seu interesse pela fotografia.

A acção de “Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus” centra-se no ano de 1958, ano em que vemos Diane (Nicole Kidman) como uma dona de casa ideal que, além de mãe e esposa extremosa, é também a assistente do seu marido, um conceituado fotógrafo de moda. Quando um misterioso homem se muda para o prédio de Diane, esta tenta conhecê-lo a todo o custo pois sente-se atraída pela sua aura enigmática. Lionel (Robert Downey Jr.), o vizinho, vai ajudar Diane a fugir da sua vida monótona e a despertar a sua veia artística, dando-lhe a conhecer o mundo das prostitutas, dos anões, dos gigantes, ou seja, o mundo dos freaks.

Não sendo esta uma biopic para se levar à letra, em “Fur: An Imaginary Portrait of Diane Arbus” a personagem ficcional de Lionel serve como um elo de ligação entre o mundo convencional de Diane e o submundo da sociedade (que mais tarde vai ser a principal inspiração para o trabalho de Arbus como fotógrafa). Grande destaque para a interpretação de Nicole Kidman e Robert Downey Jr.

* * *

1 comentário:

Roberto Queiroz disse...

Um filme lindíssimo! O primeiro a mne surpreender esse ano (pensei tratar-se de um romance bobo, mas foi me cativando com o avançar da história). Impressionante a atuação de Robert Downey Jr. e musa Nicole Kidman a cada dia vem mostrando mais e mais que não se envolve com qualquer tipo de projeto.

(http://claque-te.blogspot.com): À Procura da Felicidade, de Gabriele Muccino.